quarta-feira, 10 de outubro de 2007

UM OLHAR NO PASSADO: O FILO-CAFÉ DE BRAGA (15-01-2005)

Nesta rubrica de regresso ao passado, relembro o magnífico (sem exageros...) Filo-Café de Braga, no Insólito Bar, a 15 de Janeiro de 2005, Sábado à noite. Guardo dele as melhores recordações e as melhores impressões (digitais), também porque foi o primeiro que assisti na vida e onde conheci dezenas de pessoas ligadas às artes de muitas partes do mundo.
O Filo-Café teve como tema TEATRO: AUTOR E PERSONAGEM, e debruçou-se, como o próprio título explica sobre temáticas em volta do mundo do teatro.
Ficam as fotos do evento, como testemunho das impressões retiradas desse fabuloso evento:
José Marques (Que cedeu gentilmente a Máquina Digital)

Alberto Augusto Miranda e Luísa Mota
Alberto Peixoto (interpretando "4,33" de John Cage)
José Carlos Teixeira Moita (MC - Mestre de Cerimónias)

Wiliam Galvão (Declamando um poema de
José Carlos Teixeira Moita)

Jorge Louraço (E a sua caixa mágica)
Jorge Louraço e Teixeira Moita (Localidades com o nome
"Nazaré")

António Pedro Ribeiro, Alberto Augusto Miranda e o
Vicente (indescritíveis)
Alberto Augusto Miranda (Otília e Carlos Marnoto, no 2.º
Plano Esquerdo)
José Miguel Braga - Professor Universitário de Artes Dramáticas
na Universidade do Minho (Dando a deixa para a aparição de Merlin)

Camilo Silva - Professor Universitário de
Artes Dramáticas da Universidade do Minho
(Ei-lo Merlin das Brumas do Brumário)

Alberto Augusto Miranda (Em contacto com Antonin Artaud)

Tiago de Vasconcelos e Moita declamando o poema "O ACTOR"

A actriz Isabel Fernandes Pinto (Contando
a Estória do Elefante)

Da esquerda para a direita: Alberto Augusto Miranda;
Vicente; António Cubales; Deborah Nofret e
Aurelino Costa

Tiago de Vasconcelos e Moita com Rui Apolinário (O autor
destas fotos)

António Pedro Ribeiro (Meditando sobre a liberdade)

Alexandra Bernardo (En-cantando)

Alberto Augusto Miranda (Dominando o piano)

Alberto Augusto Miranda e Aurelino Costa (preparando o
momento)
Aurelino Costa (Declamando Régio Regimento)
Aurelino Costa (Truca-truca-truca-truca...)

Nenhum comentário: