sábado, 19 de fevereiro de 2011



Quando a beleza se funde

com o espírito

há explosões

que vêm de dentro

quando a beleza se funde

com o espírito

há mundos que se abrem

loucura

criação

quando a beleza se funde

com o espírito

há aves livres

banquetes

celebração

quando a beleza se funde

com o espírito

és tu à mesa

és tu ao balcão

quando a beleza se funde

com o espírito

já não há mais mercado

nem prisão


A.Pedro Ribeiro

Um comentário:

apedroribeiro disse...

grande abraço, amigo.