quinta-feira, 1 de novembro de 2012

A Crítica Literária de Luís Miguel Rocha ao livro "O ÚLTIMO IMPÉRIO" de Tiago Moita (05.05.2012)


Foi um sábado ameno e brilhante aquele 5 de Maio de 2012, o dia em que apresentei pela terceira vez o meu romance "O Último Império" (Chiado Editora, 2012) no Porto, com o meu (grande) amigo, autor português de renome internacional, Luís Miguel Rocha. Para quem não pode assistir a esta sessão, deixo-vos o discurso que ele fez, assim como o meu. Em baixo, deixo-vos um breve resumo do discurso deste grande autor de língua portuguesa.

"O livro do Tiago Moita é um thriller muito bem escrito com uma fórmula: tem 33% de ficção; 33% de ficção credível e 33% de factos históricos, tem um enredo principal, vários enredos mais pequenos, acaba em suspense e as principais personagens estão sempre em tensão; (...) o Tiago faz isto muito bem com uma escrita viciante, onde é feito um trabalho de dectetive que vem desde o tempo de D. Afonso Henriques até aos nossos dias, onde vamos ver de onde veio a nacionalidade e o incumprimento da profecia. (...)O livro é politicamente incorrecto. Defende teses interessantíssimas Há coisas que ele escreveu que eu não teria coragem de escrever. Quando acabarem de ler vão estar mais ricos e vão fazer a vossa própria investigação para garantir que o Tiago não se enganou e é isso que ele pretende."

Nenhum comentário: