sábado, 25 de fevereiro de 2017

Poema "EPIFANIA BOREAL" de Tiago Moita (2017)


EPIFANIA BOREAL

Mergulhei num sono de prata
para encontrar uma epifania
do nascimento de Vénus
na noite dos teus olhos

Naveguei num mantra tibetano
até à raíz de um fogo líquido 
oculto na epiderme dos sonhos
tatuados no êxtase deste verso

Escalei montanhas de dúvidas
para escutar o eco do sal
que brotou quarto minguante 
no lugar do teu sorriso

Procurei-te numa palavra
e só no teu coração descobri

Que tudo o que é belo
é um reflexo da rosa que somos
que tudo o sonho
é o fruto proibido do que sonhamos
e tudo o que sinto aqui e agora
resume-se na memória de uma estrela
que transcende todas as palavras
que esculpi deste silêncio.

TIAGO MOITA
"Metanoia"
Colecção "Prazeres Poéticos"
Chiado Editora
2017

Prestes a ser distribuído em todas as livrarias portuguesas e brasileiras a partir de Março de 2017.

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Poema "ÁGAPE" de Tiago Moita (2017)


ÁGAPE

Desliga-te de tudo
menos deste instante
abdica-te dessa bruma ácida
que consome o que vales
e regressa ao princípio do Nada
numa respiração prânica 
até ao centro de ti

Concentra-te...

Observa-me até não observares mais nada 
neste horto de urzes
que não seja o lusco-fusco
desse fumo invisível e amendoado
que brotou das reticências
de cada um de nós

Relaxa...

Deixa-te invadir pela solidão avulsa
deste abraço sinestésico
que devolvemos ao coração do verbo
que dividiu a nossa unidade 
com uma maçã

Desperta...

Voa sem asas até ao princípio do Todo
e beija o átomo primordial
antes de sucumbir ao êxtase da lava 
condensa a eternidade num segundo
e a sublimação do fogo menstruado 
de um desejo serpentário 
num orgasmo de uma estrela
para que, depois de renderes a guarda
aos teus sentidos,
descubras que a tua metade maior 
é o reflexo de um céu que já existe 
dentro de ti.

TIAGO MOITA
"Metanoia" 
Colecção "Prazeres Poéticos"
Chiado Editora
2017

Prestes a ser distribuído em todas as livrarias de Portugal e do Brasil a partir de Março de 2017.

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Poema "O PRIMEIRO POEMA" de Tiago Moita (2017)


O PRIMEIRO POEMA

O primeiro poema que li de ti
não tinha palavras nem espaços
apenas silêncios oblíquos
em margens feridas
pelo branco grito
da água

O primeiro poema que li de ti
não tinha cor nem cheiro
nem fogo nas sílabas
apenas sal e sangue
no lugar das lágrimas

O primeiro poema que li de ti
não tinha braços nem pernas
nem mãos nem dedos 
apenas fios de teia
e uma bússola ao peito

O primeiro poema que li de ti
não tinha ponteiros nem estradas 
apenas mapas-múndi
de labirintos e legendas

Tinha apenas sol e lua num rosto 
esperanto num sorriso
e asas abertas nos olhos 

Tinha feridas essenciais
na ponta dos dedos
e corações sem relógios
 na palma da mãos

Tinha universos inexpugnáveis
e lanternas acesas em florestas virgens

Tinha tudo num meio de nadas 
vazio e absoluto no ventre
de uma chama

Não era simples nem abstrato 
era claro como o grito de 
de uma lágrima 

Silhueta de uma alma
canto de pássaro engaiolado

Era sentido
era corpo
era um nome 
eras tu.

TIAGO MOITA
"Metanoia"
Colecção "Prazeres Poéticos"
Chiado Editora
2017

Em todas as livrarias de Portugal e do Brasil a partir de Março.

domingo, 15 de janeiro de 2017

LOCAIS ONDE NOVO ROMANCE "O EVANGELHO DO ALQUIMISTA" DE TIAGO MOITA ESTÁ À VENDA EM PORTUGAL



LIVRARIA BERTRAND DO FÓRUM AVEIRO (Aveiro)

Fórum Aveiro
Rua Batalhão dos Caçadores, 10
3810-064 Aveiro

FNAC DO BRAGA PARQUE (Braga)

Quinta dos Congregados, 323 - Braga Parque
4710-427 Braga

LIVRARIA BERTRAND DO LIBERDADE STREET FASHION DE BRAGA (Braga)

Liberdade Street Fashion, Loja 8
Avenida da Liberdade
4710-251 Braga

LIVRARIA OSWALDO SÁ  (Braga)

Rua 25 de Abril, 435
4710-913 Braga

LIVRARIA PAPELARIA 115 (Coimbra)

Rua da Moeda, nº 32
3000-300 Coimbra

LIVRARIA ESPERANÇA (Funchal - Madeira)

Rua dos Ferreiros, 119
9000-082 Funchal

FNAC DO GUIMARAESSHOPPING (Guimarães)

Alameda Dr. Mariano Felgueiras - Loja 413, Piso 1
GuimarãesShopping
4810-106 Guimarães

CHIADO CLUBE LITERÁRIO & BAR DE LISBOA (Lisboa)

Tivoli Fórum, 180, Piso-1, sala F
Avenida da Liberdade, 180
1250-146 Lisboa

LIVRARIA APOLO 70 (Lisboa)

Centro Comercial Apolo 70
Av.Júlio Dinis, 10A - Loja 26/27
1069-216 Lisboa

LIVRARIA APOLO 70 (Lisboa)

Av.5 de Outubro, 35-B
1050-047 Lisboa

LIVRARIA APOLO 70 (Lisboa)

Centro Comercial Fonte Nova
Estrada de Benfica 503 -  Loja 13/15
1500-083 Lisboa

LIVRARIA APOLO 70 (Lisboa)

Centro Comercial Riviera
Rua Bartolomeu Dias, 47 Loja 10
2775-551 Carcavelos

LIVRARIA APOLO 70 (Lisboa)

Avenida Portugal Centro Cívico Lote 6 Loja 1
2790-129 Carnaxide

LIVRARIA BERTRAND DO MAR SHOPPING (Matosinhos)

Avenida Doutor Óscar Lopes, loja 0.16
Mar Shopping
4450-337 Matosinhos

FNAC DO NORTESHOPPING (Matosinhos)

Centro Comercial Norteshopping
Rua Sara Afonso, 105
4460-841 Senhora da Hora
Matosinhos

CHIADO CAFÉ LITERÁRIO DO PORTO (Porto)

Avenida da Boavista, 919
4100-128 Porto

LIVRARIA DE JOSÉ ALVES (Porto)

Rua da Fábrica, nº 74
4050-246 Porto

LIVRARIA GRAÇA (Póvoa de Varzim)

Rua da Junqueira, nº 46
4490-519 Póvoa de Varzim

LIVRARIA BERTRAND DO 8.ª AVENIDA SHOPPING CENTER (São João da Madeira)

Avenida Doutor Renato Araújo, 1625
3700-346 São João da Madeira

LIVRARIA SANTO ANTÓNIO (São João da Madeira)

Rua Guerra Junqueiro, 123 - R/C
3700-128 São João da Madeira

FNAC DO GAIASHOPPING (Vila Nova de Gaia)

Centro Comercial GaiaShopping
Avenida dos Descobrimentos, 549 - Loja 206
4404-503 Vila Nova de Gaia

LIVRARIA LUSÍADA DE LIBÂNIO JORGE (Vila Real de Santo António - Algarve)

Rua Teófilo Braga, nº 110
8900-333 Vila Real de Santo António

OUTROS LOCAIS ONDE PODERÃO FAZER ENCOMENDA DA OBRA: Auchan (Pingo Doce, Jumbo, Pão de Açúcar), Fnac, Bertrand, Bulhosa, El Corte Inglés, Almedina, Lojas Note.It.

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

TERCEIRO DOS TRÊS EXCERTOS DO NOVO ROMANCE DE TIAGO MOITA "O EVANGELHO DO ALQUIMISTA" (CHIADO EDITORA, 2016)

(...)

"O arfar dos desejos e o roçar dos corpos nus, contra os arbustos e as árvores, alimentavam o fogo invisível que os dois amantes sentiam um pelo outro. A distância da residência do aristocrata e o estalar dos foguetes faziam daquele pedaço de natureza o local perfeito para a consumação da paixão que nutriam, desde o primeiro dia em que se tinham conhecido. Apenas a lua desnudava as curvas e a natureza dos sexos de cada um. Encostada a uma árvore cercada de moitas, Magdala ardia toda ela de desejo. O corpo transpirado da antiga prostituta excitava ainda mais Samuel, impaciente por despir as roupas dele. O primeiro gemido fizera-se sentir, quando Samuel segurou Magdala pelo colo, com os braços e as esculturais pernas, cruzando e apertando-lhe o corpo ao seu corpo ressumado. 

(...)

Tiago Moita
"O Evangelho do Alquimista"
Colecção "Viagens na Ficção"
Chiado Editora
2016


SEGUNDO DOS TRÊS EXCERTOS DO NOVO ROMANCE DE TIAGO MOITA "O EVANGELHO DO ALQUIMISTA" (CHIADO EDITORA, 2016)

(...)

"O tempo nem sempre está a favor de quem atravessa infernos, sejam eles terrenos ou de outra dimensão. Havia passado três dias desde que o Alquimista partira do acampamento, sem se despedir dos seus discípulos. O profeta parecia um minúsculo ponto negro ambulante, no meio daquela violenta tempestade de areia no Grande Deserto. Apesar de estar de rosto tapado e coberto por enorme manto branco, o profeta apresentava alguns sinais de fraqueza, devido à ira do vento, misturado com a areia e o pó. Perdera a contagem do número de vezes que claudicara, devido à sede e à fome. A água do cantil era já uma miragem, como um o horizonte, no meio daquela tormenta. A língua e a boca daquele homem estavam agora tão secas como o resto do corpo. Caiu.

Minutos depois da queda, a tempestade dissipou-se como por magia, e o dia deu lugar à noite. Atordoado e bastante enfraquecido, o Alquimista - rosto e mãos besuntados de areia e pó - soergueu-se sem perder a lucidez. O fim repentino daquela tempestade não fora obra da natureza, nem do universo, e muito menos do acaso - algo que nunca acreditava."

(...)

Tiago Moita
"O Evangelho do Alquimista"
Colecção "Viagens na Ficção"
Chiado Editora
2016