sábado, 9 de junho de 2012

POETAS PORTUGUESES DO SÉCULO XXI (ANA SALOMÉ)


ODE CESARINY

Para todos os que amam como a estrada começa.

queria de ti um país

um arco de sol para brincar nas manhãs

a roda das tuas mãos na cintura

engravidando de deslumbre

e a urdidura dos filhos

para além da alegria.

queria que entumecesses o tempo

dentro de maçãs relidas

em poemas sobre a mesa.

no teu jeito de apertares os lábios

e me fechares numa sílaba

queria de nós um país

juntando-se a outro.

compor o tratado dos nossos beijos

na morfologia das estrelas

que encimam esta solidão

faz-me querer de ti

se não um país o coração

da tua cidade

coisa tanta e pouca

alguma coisa só


um beijo talvez

que retenha a bruma

de avançar sobre Portugal

e me tome de vez

o destino por invisível.

ANA SALOMÉ
Odes
Editora Canto Escuro
2008

ANA SALOMÉ (LISBOA, 1982): Assim assina Ana Catarina Rocha, nascida em Lisboa em 1982. Durante vários anos dedicou-se à música, acalentando sonhos de um dia vir a tocar bem o seu piano e a sua guitarra. Estudou canto na Casa do Artista e, já em Braga, fez parte do Cais de Veludo, uma banda de circuitos independentes. Terminada a licenciatura em Estudos Portugueses, pela Universidade do Minho, em 2006, começou aí a dar aulas de Português para Estrangeiros como Leitora. Tenciona prosseguir estudos na área da Literatura Portuguesa Contemporânea. Anáfora é o primeiro trabalho trazido a lume, resultado de um processo de escrita que sempre a acompanhou desde muito nova. Define-se como alguém que aprendeu a ler para poder escrever - um acto de paixão, mais do que de razão.

Nenhum comentário: